Menssagem de erro

Notice: Undefined offset: 1 em counter_get_browser() (linha 70 de /var/aegir/platforms/drupal-7.53/sites/all/modules/counter/counter.lib.inc).

Marlene Dezidério Andreetto

 

Currículo Lattes

mdandreeto @ yahoo.com

Área de pesquisa

Linguística de Corpus e Ensino de Língua Estrangeira

Mestrado

Por que textos de divulgação são mais difíceis para aprendizes de leitura com necessidades específicas do que textos científicos? Um estudo direcionado pelo corpus

Com a crescente demanda por certificações como pré-requisito para o acesso aos cursos de pós-graduação para profissionais de diferentes áreas, a habilidade de leitura tornou-se um campo de grandes possibilidades para a pesquisa de ensino-aprendizagem para fins específicos. O objetivo desta pesquisa é fazer um levantamento das estruturas léxico-gramaticais que possam impedir a fluência da leitura dos diferentes gêneros relacionados à área médica. A partir daí, oferecer ao professor maiores subsídios na preparação e na organização do conteúdo programático em cursos de leitura instrumental, além de possibilitar a elaboração de atividades que possam auxiliá-lo nessa tarefa. Para tanto, foi compilado um corpus de estudo composto por três subcorpora: um acadêmico (NEJM) e dois de divulgação na área de saúde (Health News e WebMD), a partir de textos disponíveis na internet. A compilação do corpus foi feita de forma manual e automática, esta com a ajuda da ferramenta BootCat. A análise do corpus foi feita de forma semiautomática por meio do AntConc 3.3 w 2012. A metodologia baseada em corpus permitiu que o levantamento de alguns padrões léxico-gramaticais recorrentes fosse feito de uma forma adequada e eficiente, além de ter demonstrado ser possível a elaboração de um corpus individualizado, não muito laborioso, que possa atender às necessidades dos aprendizes de leitura com necessidades específicas. Diferenças significativas foram encontradas na comparação dos três subcorpora. Confirmando estudos anteriores, como, por exemplo, o de Biber (1998), a forte presença da voz passiva nos textos acadêmicos demonstrou ser uma característica importante para a organização de um conteúdo programático, bem como a forte presença dos verbos regulares. A ordem dos adjetivos nesse tipo de gênero foi outro tópico levantado. Nos textos de divulgação, a presença de características da linguagem falada, como a omissão do that nas orações substantivas e a sequência to be likely, apresentou um forte indício da dificuldade encontrada pelos aprendizes brasileiros de inglês na leitura desse tipo de gênero textual.